23 de fev de 2011

Ex-presidente Lula responde processo por improbidade

O ex-presidente Lula e o ex-ministro da Previdência Amir Lando respondem processo por improbidade administrativa na Justiça Federal por terem supostamente utilizado a máquina pública para realizar promoção pessoal e favorecer o banco BMG, envolvido no esquema do mensalão. Segundo o Ministério Público Federal, entre outubro e dezembro de 2004 mais de 10,6 milhões de cartas, contendo propaganda de empréstimos consignados com taxas de juros reduzidas, foram enviadas aos segurados do INSS com dinheiro público. Foram gastos cerca de R$ 9,5 milhões com impressão e envio. O MPF pede que os bens e o patrimônio de Lula sejam congelados até a decisão da Justiça – o processo pede que o valor gasto seja integralmente devolvido aos cofres públicos. Informações da Folha de S. Paulo.

0 Comente esta matéria: