17 de fev de 2011

Macarani recebe UESB presencial

A UESB - Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia já conta com um módulo presencial na cidade de Macarani, resultado de parceria com a prefeitura municipal para formação em pedagogia de professores que lecionam na rede municipal de ensino. Não foi uma conquista fácil. Em seu plano de alavancar a educação no município, a prefeitura iniciou em 2009, negociação com a UESB no sentido de localizar a Universidade e várias etapas foram percorridas até a sua efetivação. A iniciativa do Governo “O Futuro Começa Agora” foi de adequação à Lei do magistério, que preconiza a necessidade de formação pedagógica para todos os professores, não podendo ser considerado educador, para efeito de concurso público, quem apenas concluiu o curso de magistério. 80 professores encararam, com sucesso, o processo seletivo da Universidade e, durante três anos e meio, se qualificarão no processo de aprendizagem com oportunidade de, além de acrescentarem no curriculum vitae uma formação superior, repassarem seus conhecimentos aos alunos em sala de aula. A prefeitura já mantinha este projeto em menor dimensão, com alguns professores estudando em Itapetinga, entretanto, devido à necessidade de uma maior abrangência, a prefeitura investiu na idéia de, ao invés de levar os alunos à UESB, instalar no município uma extensão da Universidade, tendo alcançado o êxito preterido agora em 2011. A aula inaugural foi no último dia 1º e se constituiu um momento histórico. A emoção foi inevitável em todos os presentes, principalmente naqueles que idealizaram e lutaram pela concretização do projeto. Estiveram presentes ao evento, representando a Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia, o vice-reitor Luis Rech, professora Alda Pêpe, do Conselho Estadual de Educação e a coordenadora do curso de Pedagogia da UESB, professora Dhéia Carneiro, principal articuladora para que este sonho se tornasse realidade para a comunidade de Macarani. O Professor Rech falou sobre a importância do momento. Destacou o empenho da UESB em expandir suas atividades, tornando a Instituição acessível a todos, o que antes era muito difícil. O vice-reitor aproveitou para exortar os profissionais da educação a se dedicarem mais na missão de preparar melhor o aluno para a faculdade. Segundo ele, apesar de todos os esforços, ainda se registra uma evasão de 22% de alunos que não conseguem concluir o ensino fundamental e ficam alijados do ensino superior. Ao final o experiente professor deixou uma mensagem de esperança ao afirmar que é de interesse da UESB ampliar sua área de ação nos municípios interessados, como foi Macarani e, a exemplo de Itapetinga, o futuro poderá reservar um avanço significativo de oferta de novos cursos. À professora Alda Pêpe coube ministrar a aula inaugural para uma platéia interessada e disposta a absolver os seus ensinamentos. Usando de um projetor, explanou sobre os desafios que despontam neste novo século, a começar pela compreensão de novos domínios de aprendizagem com base na afetividade e na psicologia. A renomada educadora concluiu afirmando qual deve ser a nova organização escolar: “promover a função social com equidade e cidadania”. Principal responsável pela consolidação da Universidade presencial em Macarani, o prefeito Carlinhos fez um breve relato do empenho do seu Governo para tornar a educação de Macarani referencia na Bahia. Reconheceu e agradeceu aos professores o empenho “sacerdotal” neste trabalho de recuperação do ensino municipal, pois sem a participação efetiva deles, nada do que já foi alcançado seria possível. “Com tristeza lembro que na rede municipal ainda se usava mimeógrafo para rodar provas escolares, um absurdo! Tivemos a graça de virar essa página e mudar essa realidade. Informatizamos todas as escolas e hoje a satisfação de afirmar que aposentamos o mimeógrafo e chegamos à Universidade”. Declarou o prefeito Carlinhos. O módulo da UESB em Macarani funciona no colégio Clero Correia, de segunda a sexta-feira, no turno noturno, com dois grupos de 40 alunos. A prefeitura disponibiliza o transporte dos professores, conforme estabelecido no convênio firmado com a Universidade. Encerrando a aula inaugural, a Secretária Municipal de Educação, Elza Soares esclareceu que “a gestão anterior priorizou as instituições particulares, nós, porém, não buscamos apenas a diplomação dos nossos professores, buscamos, acima de tudo, a diplomação aliada à qualidade e isso se efetiva, neste momento, com o inicio do curso de pedagogia. A luta foi árdua e a vitória é grandiosa”. Afirmou ela, acrescentando que, “em determinados momentos chegamos a pensar em desistir, mas fomos encorajados pelo prefeito Carlinhos a seguir adiante.” Assegurou a Secretária, que concluiu exortando os alunos/professores a persistirem na vitória, pois no seu entender, venceu mais uma batalha, “pois muitas guerras virão e eu tenho certeza que muitos outros cursos virão, pois estamos dispostos a dar continuidade as parcerias estabelecidas pelo engrandecimento da educação do nosso município”. Concluiu Elza Soares.

0 Comente esta matéria: