10 de fev de 2011

Professores de Macarani receberão gratificação e 13º em mês de aniversário

Quem acreditou que o prefeito Carlinhos não daria atenção ao encontro marcado com os professores da rede municipal de ensino, se enganou redondamente. Conforme previamente estabelecido, o chefe do Executivo de Macarani se reuniu com a categoria de educadores, na última terça-feira, 08, no auditório Janete Alves e aproveitou para discutir questões relevantes direcionadas aos investimentos que a atual administração tem feito no setor, nesses pouco mais de dois anos de governo, oportunidade em que se pode comparar como a educação municipal era tratada antes e como é gerida nos dias atuais. Além do prefeito, estiveram presentes a Secretária Municipal de Educação, Elza Soares e o contabilista Luiz Cláudio, da empresa Organiza, a quem coube o dever de explanar aos professores sobre os investimentos do FUNDEB - Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação em 2010. Na prestação de contas, foi informado que a Prefeitura investiu 68,9% em folha de pagamento, 8,9 % acima do estabelecido pelo Fundo, o equivalente a 75 mil reais, em função das 43 licenças prêmio requeridas e concedidas ao longo do ano, obrigando a Secretaria de Educação a contratar professores auxiliares para reposição. Em sua fala, o prefeito Carlinhos parabenizou os professores pelo notório empenho exercido por eles em sala de aula, refletido na valorização e qualificação do aprendizado dos alunos e os baixos índices de repetência, além de garantir ao município o invejado índice de 5ª melhor educação do Estado e a 1ª da DIREC-14, que responde pelos 14 municípios que compõem a macrorregião da pecuária. “Saímos do mimeógrafo para a universidade presencial”, explicou o prefeito, acrescentando que “se os outros gestores tiveram a oportunidade de fazer o melhor pela educação e não fizeram, não é problema nosso, e olha que eles ficaram muito tempo no governo e ao Ives de construírem, deixaram ruir. O que fizemos nesse nosso pouco tempo? investimos pesado em reforma de colégios em toda rede, construímos 14 novas salas, praticamente, dois grandes colégios; investimos na qualificação da categoria; estamos elevando de forma gradativa o salário de vocês educadores, distribuímos kit escolar, temos uma nova creche para construir este ano e assim será até o final do meu mandato, porque só através da educação consolidaremos o futuro dos nossos filhos e netos”. Enfatizou o prefeito Carlinhos. O fato é que, também na educação, a Prefeitura prioriza o bem estar do estudante, independente de sua classe social. Estudando num ambiente saudável com boa ventilação, salas novas ou bem reformadas com mobiliário novo, farão com que todos se sentam motivados à pratica do ensino. O mesmo acontece com o professor, que é muito mais estimulado ao exercício da profissão tendo condições dignas para isso. Neste ínterim, transcende aos olhos do mais leigo, os investimentos do Governo “O Futuro Começa Agora” no campo educacional. Prova Maior é a reforma das Escolas Reunidas, ainda em processo, com investimentos de quase 300 mil reais. Na verdade, um novo colégio. Contrapondo com o indesejável, inoportuno e desqualificado discurso da representante do Sindicato dos Servidores, Senhora Nadir, tida como “Persona Non Grata” pela categoria, graças ao seu histórico de conduta antiética, viciada e negocista à frente da instituição, que tentou transformar a reunião de prestação de contas num ato político mambembe, sendo-lhe garantido o direito à fala, exatamente, por Macarani viver hoje uma nova era democrática, coisa que não acontecia nos saudosos tempos da presidente em questão, o prefeito Carlinhos explicou aos professores em relação ao propalado abono, reivindicado por alguns, ao ponto de colocá-lo como direito adquirido, o que não é verdade. No entendimento do prefeito Carlinhos, a questão do abono foi uma manobra criada por ex-gestores, com a maléfica intenção de silenciar a voz dos professores frente à inércia na aplicação dos investimentos do antigo FUNDEF, hoje, FUNDEB. Não construíram e nem reformaram nada, muito menos investiram na qualificação profissional, a ponto de a educação de Macarani ser uma das piores do País na classificação do IDEB e, para não despertar nenhum alarido contrário, criaram essa espécie de gratificação. O fato em si não é ilícito, contudo é necessário o entendimento de que só há sobra de dinheiro se não houver aparelhamento da rede de ensino, o que a torna deficitária e esse não é o pensamento da atual administração. Entretanto, sempre que puder dentro das possibilidades da prefeitura, a categoria será gratificada, não como forma de aliciamento, mas por merecimento profissional. A partir da próxima sexta-feira, 11, cada professor receberá em seu contracheque a importância extra de R$ 300,00 (trezentos reais), num reconhecimento da administração municipal pelo empenho individual em 2010. Esse recurso é proveniente da sobra de recurso do FUNDEB nos meses de janeiro e fevereiro. Em relação ao final de ano, o prefeito Carlinhos se comprometeu a se empenhar no sentido de que haja uma sobra significante, a ser dividida em partes iguais com todo o corpo docente. A outra boa noticia que derruba de vez a tese da falta de comprometimento da atual gestão para com a valorização categoria dos professores é que, agora em 2011, o 13º começa já a ser pago a partir do mês março. A ação é inovadora e obedecerá ao critério natalício. Ou seja, o professor será contemplado no mês do seu aniversário. Aniversariou, recebe os 50% do 13º, não sendo pago em sua totalidade por impedimento da Lei. É bom salientar que essa medida contempla apenas aos professores da rede municipal de ensino e não o funcionalismo como um todo. “O meu desejo é que haja harmonia e compreensão entre a Prefeitura e nossos briosos professores. Sei que existem algumas “ervas daninhas” infiltradas na categoria, mas é irrelevante quando temos a plena certeza que a categoria está compromissada em elevar, cada vez mais, a qualidade da nossa educação. O que eles apenas querem são condições para isso e nós temos procurado garantir essa condição e isso será uma constante no nosso Governo” Garantiu o prefeito Carlinhos.

0 Comente esta matéria: