3 de mar de 2011

Saúde de Macarani na busca da perfeição

A Atenção Básica em Macarani está organizada através do Programa de Saúde da Família - PSF e Programa de Agentes Comunitários - PACS. Com a implantação do PSF do Centro da cidade, em 2009, o município atingiu 82,46% de cobertura do programa. Hoje a Secretaria de Saúde dispõe de 04 Unidades de PSF, 01 Equipe de PACS, 03 Unidades Básicas (Uma em cada Distrito). Cada equipe de PSF é composta por um médico, um enfermeiro, um dentista, técnico de enfermagem, agentes comunitários de saúde, recepcionista e auxiliar de serviços gerais. A população do Centro será beneficiada com a construção de uma nova Unidade de Saúde, mais ampla e com estrutura física inovadora. A construção será concluída no início do 2º semestre de 2011. Os enfermeiros, médicos e dentistas vêm desenvolvendo um excelente trabalho na Atenção Básica, atuando constantemente na prevenção, promoção e combate aos agravos da saúde da população. Segundo o Sistema de Informação da Atenção Básica (SIAB) foram realizadas 16.100 consultas médicas e 14.813 consultas do enfermeiro no ano de 2010. Foram 1.313 consultas de pré-natal, 539 consultas a diabéticos e 1.835 consultas de acompanhamento aos hipertensos no município no ano de 2010. Graça Oliveira (Téc. de enfermagem) e Vanessa Pedral (Enfermeira do PSF Ermita Pessoa) Foram empossados 09 novos Agentes Comunitários de Saúde – ACS, chegando ao teto de 42. Foi realizado o I Módulo do Curso Técnico dos Agentes Comunitários de Saúde, constituído por quatro unidades. O curso tem como objetivo fornecer aos ACS maior e melhor conhecimento técnico e científico para sua atuação na vida profissional, o que favorece a população macaraniense. O II Módulo será realizado durante este ano. Diariamente estes profissionais desenvolvem trabalho de orientação à comunidade de Macarani. São visitas domiciliares com o intuito de prevenir e identificar, precocemente, fatores de risco que possam gerar agravos à população. Em 2010, 44.128 visitas domiciliares foram realizadas por estes profissionais, o que representa um aumento considerado na assistência às famílias do município. Todos os procedimentos da Atenção Básica são desenvolvidos nas unidades de saúde: imunização; pré-natal; acompanhamento do crescimento e desenvolvimento das crianças; planejamento familiar; acompanhamento de hipertensos e diabetes; tratamento e acompanhamento de doenças como tuberculose, hanseníase, leishmaniose; visitas domiciliares pela equipe; controle de diarréia; distribuição gratuita de preservativos contemplando o programa de DST/AIDS; coleta do exame citopatológico totalmente gratuito, teste do pezinho, ações educativas na comunidade e escovações nas escolas de ensino infantil. SERVIÇO DE REFERÊNCIA BÁSICA A porta de entrada para o sistema de saúde municipal é feito através das ações de encaminhamentos dos ACS e da demanda espontânea para as Unidades de PSF e PACS. Após esse primeiro atendimento, o fluxo para especialidades é controlado pela Central de Marcação de Consultas e Exames - CEMAE. Atualmente, a Secretaria de Saúde dispõe do serviço médico especializado em cardiologia, ginecologia e obstetrícia, pediatria, psiquiatria, ortopedia, cirurgia geral, nutricionista, anestesista e fisioterapeuta, no próprio município. No ano de 2010 foram realizadas 1.920 consultas do cardiologista, 480 do ginecologista, 1.840 do pediatra, 165 do psiquiatra, 1.915 do ortopedista, 38 cirurgias eletivas e 180 consultas do anestesista. Foram realizados 3.200 eletrocardiogramas, 1.200 Raios X, 1.200 ultrassonografia e 37.836 exames laboratoriais no município no período entre janeiro e dezembro de 2010. A secretaria de saúde dispõe de um carro o qual é destinado ao transporte de pacientes para realização de exames de média e alta complexidade em outros municípios e para hemodiálise (3 vezes por semana). A secretaria de saúde mantém convênio, com recursos próprios, com o Labor – Análises Clínicas para a realização de todos os tipos de exames laboratoriais e com a Cardio Ritmo em Vitória da Conquista para a realização de Ecocardiograma, Teste de Esforço, Holter e MAPA. No ano de 2010 foram custeado pela prefeitura 95 Ecocardiogramas, 120 Testes de Esforço, 80 Holter e 50 MAPA para pacientes com indicação do cardiologista. VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA No Brasil, o marco para institucionalização das ações de Vigilância Epidemiológica foi a Campanha de Erradicação da Varíola em 1973. A lei nº 8.080/90 define no âmbito do SUS vigilância epidemiológica como “um conjunto de ações que proporciona o conhecimento, a detecção ou prevenção de qualquer mudança nos fatores determinantes e condicionantes de saúde individual ou coletiva, com a finalidade de recomendar e adotar as medidas de prevenção e controle das doenças ou agravos”. Desta forma, uma das características dos sistemas de vigilância epidemiológica é estar permanentemente acompanhando o desenvolvimento científico e tecnológico por meio da articulação com a sociedade científica e formação de comitês técnicos assessores. Essa articulação é importante, por possibilitar a atualização dinâmica das suas práticas mediante a incorporação de novas metodologias de trabalho, avanços científicos e tecnológicos de prevenção (imunobiológicos, fármacos, testes diagnósticos, etc.) e aprimoramento das estratégias operacionais de controle. A descentralização das ações de Vigilância epidemiológica no município permite a identificação, notificação e adoção de medidas de controle em tempo oportuno, diante de agravo à saúde da população. As unidades de saúde notificam, investigam e interrompem situações de risco à comunidade. Foram notificados 94 casos no SINAN, no período entre janeiro e dezembro de 2010, onde 48% (45) casos de acidentes por animais peçonhentos, 22% (21), casos novos de tuberculose, 16% (15), atendimentos anti-rábicos, 7% (6), casos suspeição de dengue, 3% (3), casos de hanseníase, 2% (2), casos confirmados de leishmaniose tegumentar e 1% (1), caso suspeito de meningite que não foi confirmado. Os Agentes de Endemias, Agentes Comunitários de Saúde e toda equipe da Secretaria Municipal de Saúde realizaram mutirões de combate à dengue, além de palestras em todas as escolas do município, exposição de faixas com conteúdo preventivos em relação ao combate à dengue e boletins informativos em carro de som. Os ACS do PSF Ermita Pessoa desenvolveram, junto à comunidade, um excelente trabalho preventivo no Bairro Marjorie Parque e PSH, com orientações quanto ao combate da dengue. Os Agentes de Endemias completaram 06 ciclos em tempo hábil, incluindo sede e os distritos, com realização de 39.310 visitas, em diversos estabelecimentos, com uso de larvicida, eliminação de criadouros e focos do mosquito Aedes aegypti. No ano de 2010 houve diminuição do número de casos de dengue comparando-se ao mesmo período de 2009, onde foram notificados 352 casos de dengue no município. Em 2010 foram notificados apenas 06 casos, uma redução de 98% em relação ao ano anterior. Isso se deve às medidas de controle adotadas pela equipe de Vigilância Epidemiológica e Secretaria de Saúde e ao apoio da população, que encarnaram o espírito da campanha: Todos juntos no combate a dengue!!! CONSELHO DE SAÚDE Foram empossados os novos conselheiros no Conselho Municipal de Saúde e pela importância na ajuda do gerenciamento da Saúde tiveram duas capacitações durante o ano de 2010, por meio do Projeto Mobiliza SUS. O Conselho de Saúde reúne-se uma vez por mês para discutir a gestão do SUS no nosso município e traçar estratégia diante os problemas de saúde pública. HOSPITAL O Hospital São Pedro recebeu via convênio com o Governo Federal a quantia de R$ 170.000,00, que já foi creditada no Fundo Municipal de Saúde para a compra de novos equipamentos, novo Aparelho de Raio X de 500 MA, processadora de filme de Raio X, todo maquinário para a lavanderia hospitalar, dentre outros.

0 Comente esta matéria: